Publicidade


O Governador do Estado de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) tem feito importantes entregas para o Sistema Socioeducativo, sobretudo entre os meses de maio a agosto deste ano. Segundo o secretário da pasta, Alexandre Bustamante, o objetivo das reformas, das melhorias e das construções que foram entregues e que estão por vir, é tratar o problema na raiz, é oferecer condições dignas tanto para os servidores, quanto para os adolescentes que cumprem as medidas socioeducativas na unidade.

Para o governador o CASE de Cuiabá o maior do Estado, dentro do Complexo Pomeri, é muito importante. “Essa é uma unidade muito importante e com o que foi feito aqui teremos um trabalho melhor para sociedade, pois conseguindo recuperar o adolescente, não o teremos como futuro cliente no sistema penitenciário. Já foram investidos R$ 1,5 milhão e essa obra vai se somar nos próximos dias, ao início da construção de um novo complexo com mais 60 vagas, então teremos em torno de 150 vagas para menores em conflito com a lei”, afirmou.

Ao lado do Governador Mauro Mendes, do Secretário de Segurança Pública Alexandre Bustamante, do Secretário Chefe da Casa Civil Mauro Carvalho, da Secretária Adjunta de Justiça Lenice Barbosa, do Superintendente do Sistema Socioeducativo Iberê Junior e do ilustre Deputado João Batista, o Presidente e o Vice-presidente do Sindpss/MT Paulo Cesar e Ednei Pereira, vistoriaram as melhorias realizadas até agora no CASE de Cuiabá. Para a diretoria, a reforma é muito importante e traz dignidade tanto para os servidores desempenharem suas funções, quanto nas acomodações para a ressocialização dos adolescentes.

“A unidade ficou muito boa com as melhorias de infraestrutura e acomodações. Isso possibilita um atendimento mais completo e digno, contribui com a gestão da Unidade, nas atividades diárias dos adolescentes com a supervisão operacional e vigilância dos Agentes de Segurança, dá condições para que as equipes técnicas possam desenvolver seus trabalhos, além de estimular os adolescentes a se comprometerem com o bem público, zelando e mantendo suas estruturas, ajudando inclusive, na manutenção e na limpeza.” Afirmou a diretoria do Sindpss/MT.

A secretária adjunta de Justiça da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Lenice Santos da Silva Barbosa, explicou que as duas unidades de atendimento para adolescentes em internação provisória e internação definitiva foram construídas em 2006 e passaram por rebeliões que degradaram o prédio, levando à desativação de alguns quartos.

“Desde 2012 pensamos em fazer a reforma, após desativação de quartos. Com essa ampliação de mais 28 vagas, o Estado não deixará de responsabilizar os adolescentes por atos infracionais, uma vez que não podemos ir além da capacidade de vagas por ser vedado legalmente”, informou Barbosa.

Na ocasião estiveram presentes também, o Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto da Rocha e o Procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges.